Chegou a hora de registrar o seu imóvel

Chegou a hora de registrar o seu imóvel

Terminou de pagar o financiamento do seu lote e não realizou o registro no Cartório de Registro de Imóveis? Então, chegou a hora de realizar o procedimento para garantir a propriedade definitiva do bem.

Se você não sabe por onde começar, não se preocupe. Neste texto você vai encontrar as principais informações para que o processo fique mais claro.

Registro de quitação da operação

Todo processo deve ser realizado no Cartório de Registro de Imóveis da cidade. Antes de tudo, o comprador deve solicitar a emissão do termo de quitação da dívida junto à VPA Urbanismo ou à empresa responsável pela venda. Aqui, de antemão, assim que o financiamento é finalizado, o time de Relacionamento com o Cliente faz o envio do documento para que o proprietário providencie o registro. Feito isso, a compra e venda é consolidada, atestando quem é o atual proprietário do terreno.

Escritura definitiva do imóvel

Durante o processo de registro do imóvel, o proprietário deverá solicitar junto ao cartório a emissão da escritura definitiva. Isso fará com que a quitação financeira seja averbada na matrícula e o imóvel fique sem nenhuma pendência financeira, possibilitando a venda do lote, por exemplo.

Para a solicitação da escritura definitiva, alguns documentos serão solicitados:

  •       Contrato de compra e venda
  •       Termo de quitação
  •       documentos pessoais (RG e CPF ou CNPJ);
  •       se casado, certidão de casamento ou divórcio;
  •       matrícula do imóvel atualizada;
  •       IPTU;
  •       certidão negativa de débitos, entre outros.

 

Seu contrato é de alienação fiduciária?

Modelo comum de garantia de pagamento de dívidas, alienação fiduciária significa “transferir algo em confiança”. Ou seja, durante a negociação de um lote, por exemplo, o devedor passa o bem para a propriedade do credor como garantia de pagamento da dívida. Enquanto houver parcelas em aberto, o imóvel fica alienado junto ao credor. Após a quitação de todos os débitos inerentes ao terreno, o comprador precisa comparecer ao Cartório de Registro de Imóveis da cidade para realizar o registro da quitação da operação. Esse procedimento garante que a alienação fiduciária seja retirada da matrícula do imóvel e abre portas para outros trâmites.

Custos

Para realizar esses procedimentos e tomar, de fato, a posse o seu terreno é importante contar com uma reserva de dinheiro, afinal, existem alguns custos envolvidos que variam conforme o valor do terreno, entre eles então: ITBI, Certidão de Ônus, Certidão Vintenária, taxa de escritura e taxa de registro de imóvel.

Hora de registrar!

Agora que você já conhece os procedimentos para realizar o registro do seu imóvel, faça o quanto antes. Fique ligado: a falta do registro do imóvel faz com que você não tenha qualquer direito legal sobre o terreno. Se o seu financiamento já terminou, providencie a documentação o quanto antes e realize o registro.

Você pode acionar a nossa equipe de Relacionamento com o Cliente para te ajudar caso ainda tenha alguma dúvida pelo sac@vpaurbanismo.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.