Método Off-site ganha ascensão no Brasil e no mundo

Método Off-site ganha ascensão no Brasil e no mundo

Assim como outras áreas, a Engenharia Civil também se reinventa e conta com a tecnologia para tornar processos mais céleres e seguros. Por isso, novos perspectivas para o setor surgem, assim como  a Construção Modular Off-site, um método construtivo inovador que surgiu como consequência da indústria 4.0 e chegou para ficar.   

Sucesso mundial, o modo de construção também está em ascensão no Brasil. Ele utiliza da produção de componentes de uma estrutura em uma fábrica fora do canteiro de obra, seja ela de concreto, madeira, aço ou outro material, para que, posteriormente, seja transportado para o local e dê forma à construção.

Atualmente, é possível encontrar diversas fábricas que prezam pela produção de pré-fabricados, utilizando matéria prima de qualidade e cumprindo com as normas e padrões do setor, contribuindo com a qualidade das entregas. 

Como funciona

Imagine que uma construtora irá iniciar a construção de um prédio e, ao invés de criar paredes de alvenaria, ela encomenda paredes prontas à uma fábrica, que irá produzir conforme o projeto e irá entregar no local da obra. É desta forma que funciona a construção off-site. 

Como o próprio nome já diz, o método construtivo Off-site é um processo realizado fora do local da obra. Desta forma, as construtoras encomendam as partes que irão constituir a estrutura e assim, o fabricante inicia a produção dos módulos de acordo com as especificidades do projeto. Funciona basicamente como um jogo de quebra-cabeça ou como peças de um lego, qual os módulos possuem formas e tamanhos personalizados para dar forma a uma estrutura final. 

Apoio tecnológico

A Construção Modular Off-site conta com o apoio da tecnologia BIM – Modelagem da Informação da Construção. Nesta metodologia, os desenhos deixam de ser usados e abrem portas para a utilização de modelos virtuais com informações mais precisas, como dados detalhados, comprimento, altura, largura, volume, preço, especificações técnicas, peso e outras. 

Essa tecnologia também permite imergir em diversos níveis de detalhamento. O LOD – Level Of Development ou Nível de Desenvolvimento – está relacionado à qualidade de detalhes e informações que o modelo irá possuir. Ao todo, são cinco níveis de LOD que se aprofundam em especificidades do objeto. 

A metodologia também pode contribuir com o estudo de massa, análise de viabilidade técnica e econômica, planejamento, orçamento, execução, operação, manutenção e demolição.  

Vantagens

A inovação por trás da Construção Modular Off-site não é a única vantagem por trás do prestígio que o método está alcançando. A qualidade superior ao modelo tradicional, previsão de custos e redução de desperdícios também são atrativos para os empresários do setor.  Além disso, os módulos podem ser utilizados em diversas etapas da obra, dando mais flexibilidade ao planejamento e rapidez aos processos. 

Também são vantagens da Construção Modular: 

  • Agilidade da obra: o método permite que a obra seja mais rápida e ágil. Estimativas preveem que o prazo de entrega das obras que utilizam módulos seja 40% menor do que a construção convencional. 
  • Personalização: com o off-site, as construções podem seguir modelos mais disruptivos, seguindo um estilo mais moderno ou rústico, de acordo com a preferência do cliente. 
  • Previsão de orçamento: a construção modular permite realizar um orçamento pré-definido mais assertivo. Isso colabora como a previsão dos gastos de forma antecipada.  
  • Consumo consciente: a fabricação dos módulos é otimizada, com menor consumo de materiais e de energia. A utilização no canteiro de obra também gera menos entulhos e resíduos, colaborando para a sustentabilidade ambiental. 
  • Mais segurança: com a utilização da construção modular, há redução nos riscos de acidentes no canteiro de obra e menos exposição do trabalhador aos riscos ocupacionais. 

Desvantagens

Assim como qualquer método, algumas desvantagens estão presentes na construção Off-site e precisam ser avaliadas conforme o projeto, localização da obra e outras especificidades.

Uma das principais desvantagens deste tipo de construção quando comparada diretamente com a construção convencional é a logística das peças, pois, dependendo do tamanho, pode haver dificuldade no transporte e manuseio dos módulos.

Ainda sobre a logística, é necessário avaliar os custos de deslocamento, considerando a distância entre a fábrica e a obra. Quando os módulos são muito grandes, o transporte deve ser feito por veículos que suportam a carga, elevando os custos de transporte e de deslocamento, dependendo da distância entre fábrica e canteiro de obra. 

Destaque entre os métodos construtivos

Conhecer novas tecnologias e métodos construtivos é fundamental para que a construção civil continue crescendo e ofereça vantagens e diferenciais. 

A construção Off-site está chegando de forma tímida no Brasil, no entanto, o setor deve ficar atento às mudanças e como o método pode contribuir com a evolução da Engenharia Civil e da agilidade e qualidade nos canteiros de obras. 

Nossa dica é conhecer bem as tecnologias e preparar os negócios para aproveitar as vantagens que surgirem. Não se esqueça: cada método deve ser avaliado conforme o projeto de construção, assim, o processo é mais assertivo e ágil. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.