Construção: um guia para não errar

Construção: um guia para não errar

Adquiriu um lote da VPA Urbanismo, está pensando em construir e não sabe por onde começar? Fique tranquilo, neste guia, vamos esclarecer os principais pontos para que você inicie a construção, de forma planejada, sem gerar custos extras, estresse e dor de cabeça

Você vai ler:

  • Quem contratar 
  • Orçamento 
  • Mão de obra especializada
  • Supervisão da obra 
  • Erros que devem ser evitados

Contrate quem entende do assunto 

Engana-se quem pensa que a construção de uma casa é uma tarefa simples que pode ser realizada de qualquer forma. Antes de qualquer ação no terreno, contrate um arquiteto e um engenheiro para as definições técnicas da obra e o projeto arquitetônico

O ideal é que um destes profissionais seja contratado antes da aquisição do terreno para avaliar as questões legais da planta, considerando a topografia do terreno e outras questões que só um profissional é capaz de visualizar. Além disso, o arquiteto irá desenvolver um projeto para uma construção funcional, que atenda às necessidades dos futuros moradores com segurança estrutural e viabilidade técnica

A contratação de um desses profissionais é etapa obrigatória em uma obra, afinal, a construção só pode ser iniciada após a liberação de um alvará de construção, emitido pela prefeitura da cidade. Esse alvará só é emitido com a assinatura do responsável técnico com licença no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) ou Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). 

É importante ressaltar que obras sem alvará ou responsável técnico infringem leis e são passíveis de processos criminais por irregularidades, acidentes de trabalho e outros incidentes que venham a ocorrer.  Para saber mais informações sobre a emissão do alvará de construção, procure o departamento responsável pela fiscalização de construções da sua cidade, como subprefeituras, secretarias de habitação ou planejamento. 

Leia mais: Arquitetura: um guia para você caprichar no projeto da sua casa

Orçamento 

Durante a estruturação do projeto, é essencial definir um orçamento, afinal, ele será o principal guia para que os profissionais definam um projeto em acordo com a sua realidade financeira. Essa etapa é crucial e deve ser analisada com cautela, por isso, saiba o quanto você tem disponível para investir, cartões de crédito que podem ser utilizados e outras fontes de renda para alocar na construção. Com esses valores, você e os profissionais envolvidos terão um teto de gastos para adequar à realidade da obra.   

Com o orçamento já definido é hora de traçar o cronograma com cada etapa da obra. Nesse momento, conte com o auxílio do responsável técnico para que a obra caminhe conforme as prioridades de execução. Ao definir as etapas, não esqueça de incluir quanto cada uma irá custar, detalhando os valores de mão-de-obra e matéria-prima. Coloque tudo na ponta do lápis para não ter surpresas ao longo da construção. 

Ciente dos valores, você tem mais abertura para negociações e possíveis ajustes no orçamento. A nossa dica é realizar três orçamentos em lugares com a mesma qualidade de entrega. Desta forma, você analisa o custo-benefício e não corre risco de optar por um serviço mais barato e de qualidade inferior. Essa dica vale tanto para a mão-de-obra quanto para os materiais. 

Leia mais: Financiamento VPA Urbanismo 

Mão-de-obra especializada 

Contar com profissionais especializados, além de garantir a qualidade na entrega, auxilia na otimização e aproveitamento dos materiais. Como falamos acima, não basta escolher o mais barato para andar dentro do orçamento, é necessário contratar mão-de-obra qualificada para ganhar tempo e poupar gastos extras

No entanto, encontrar esse tipo de profissional nem sempre é fácil, principalmente para quem está se aventurando pela primeira vez em um projeto. Para que essa etapa seja menos complicada, pesquise e busque por indicações de pessoas de confiança que já passaram por uma construção. 

Mesmo que a mão-de-obra seja mais cara, avalie o custo-benefício e a qualidade da entrega. Quando você entrega o projeto nas mãos de uma pessoa sem qualificação, as chances de dar errado são maiores e o custo, que era menor, pode se tornar ainda maior, furando o orçamento e o cronograma da obra. 

Supervisão da obra 

Mesmo com profissionais aptos, a sua participação é fundamental para o sucesso da obra. Procure fazer visitas periódicas para ficar a par dos acontecimentos e entender os imprevistos e furos no cronograma que venham a surgir, agilizando a resolução e auxiliando na retomada do trabalho o mais rápido possível. 

Durante a obra é comum aparecer sugestões de mudanças, seja na estrutura ou instalação de algum componente. Com a sua presença, essa decisão é mais rápida e o trabalho não fica parado até que você faça uma visita atípica ou fora da sua agenda. 

Surgiu algum problema ou sugestão de mudança? Nunca tome nenhuma decisão por telefone. Orientamos que você visite a obra, entenda o problema ou visualize a mudança e como ela irá impactar no projeto e no orçamento. Decisões rápidas ou mal pensadas podem causar arrependimentos futuros, mais gastos e mais tempo de obra. 

Leia mais: Residencial Horizontal e seus benefícios 

Erros que devem ser evitados 

Agora que você está ciente das etapas mais importantes de uma obra, conheça seis erros que devem ser evitados durante a construção de uma casa. 

ERRO 1 – Possuir um cronograma mal elaborado e não seguir o planejamento: essas etapas são cruciais para o sucesso da obra. Quando não seguidas, podem causar atraso na entrega e gastos não previstos. Debruce no planejamento e no cronograma para evitar dor de cabeça. 

ERRO 2 – Ignorar a legislação e a exigência de um alvará: quando a lei não é seguida, além do proprietário do imóvel responder processo civil e criminal, a obra pode ser multada e até mesmo embargada. 

ERRO 3 – Não adequar a obra às normas de segurança: as normas de segurança garantem a proteção dos colaboradores e o bom andamento da obra. Quando não seguidas, acidentes e doenças de trabalho podem ocorrer, causando diversas sanções legais ao proprietário e responsável técnico. 

ERRO 4 – Não definir um orçamento: sem um valor estipulado, a obra fica sem norte e pode gerar custos exorbitantes, além do previsto. Se você quer segurança, tranquilidade e previsibilidade, defina um orçamento. Essa etapa é fundamental para que o seu projeto seja real e caminhe corretamente. 

ERRO 5 – Escolher materiais de má qualidade: ao optar por matéria-prima de qualidade inferior, você pode estar trocando o certo pelo duvidoso, gerando custo e retrabalho. Faça pesquisas e procure referências. 

ERRO 6 – Não acompanhar a obra de perto: a sua obra precisa da sua visão e do seu acompanhamento. É importante confiar nos profissionais contratados, no entanto, estar por perto auxilia na tomada de decisão e evita imprevistos. 

Mãos à obra

Com o Guia de Construção da VPA Urbanismo você está apto para iniciar a construção da sua casa. Siga as recomendações e tenha sucesso em uma obra planejada e sem imprevistos. 

Se você ainda não possui um lote, tire suas dúvidas sobre loteamentos, conheça nossos empreendimentos e dê o start neste sonho. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.